2023: o ano que a blockchain será usada em favor da sustentabilidade
em favor da sustentabilidade
Blockchains, Business

2023: o ano que a blockchain será usada em favor da sustentabilidade

A saída verde do mundo deve vir por meio da descentralização. Para especialistas, a blockchain pode ser usada em favor da sustentabilidade. E 2023 será o ano para isso. Afinal, há uma busca incessante por tecnologias que podem ajudar os países e as empresas a reduzirem a pegada de carbono.

Com novas credenciais verdes, as redes blockchain podem ser bem utilizadas, como, por exemplo, para melhorar o rastreamento e comprovar as emissões de uma determinada organização ou cadeia de suprimentos. Devido à sua imutabilidade, responsabilidade e transparência inerentes, a blockchain pode rastrear balanços de carbono e outras medidas ambientais, responsabilizando empresas que proclamam ser sustentáveis.

Outro exemplo é a implementação de smart contracts para automatizar o rastreamento de quanto carbono é produzido em cada etapa das operações da empresa. Essas informações poderiam então ser relatadas a vários serviços de monitoramento e retransmitidas ao público. A natureza verificável e criptograficamente aplicada desses dados garantirá que eles não possam ser falsificados ou ofuscados de forma alguma.

A tecnologia descentralizada provou ser revolucionária no gerenciamento de dados para muitos setores além do setor financeiro. As iniciativas contra a mudança climática já estão integrando a tecnologia blockchain em seu benefício, incluindo um número crescente de projetos nas conferências anuais realizadas pela COP-27.

Algumas iniciativas já mostram isso na realidade: a Plastiks, por exemplo, usa o mercado de tokens não fungíveis para patrocinar iniciativas que reduzem o desperdício de plástico. O NFT, nesse caso, é usado para dar uma fonte adicional de renda para as empresas de reciclagem. Os dados registrados na blockchain se tornam um “recibo” de quando o plástico foi removido do ambiente.

Já a EarthFund DAO é outra iniciativa ambiental que organiza uma comunidade descentralizada que resolverá os problemas ambientais da humanidade. A plataforma permite que os detentores de tokens votem e financiem “projetos que mudam o mundo”, como o projeto de captura de carbono EarthFund.

Cripto contra o greenwashing

A tecnologia blockchain também pode impedir que empresas e governos quebrem seus compromissos ambientais ou reivindiquem falsamente o progresso, cometendo o chamado “greenwashing”.

Por exemplo, a Regen Network oferece soluções fintech baseadas em blockchain para reivindicações e dados ecológicos. Algumas de suas ofertas incluem um sistema público de contabilidade ecológica e o Registro Regen, que permite aos administradores de terras vender seus serviços ecossistêmicos diretamente a compradores em todo o mundo.

A descentralização pode fornecer maneiras de se criar um mercado de crédito de carbono entre países que seja mais confiável e intercambiável. O mercado de carbono representa a venda ou compra de uma tonelada métrica de dióxido de carbono. A empresa pode comercializar, vender ou armazenar crédito se emitirem menos toneladas de CO2 do que o permitido.

Apesar de a redução de emissões ser resultado de uma ação, um crédito se torna negociável como resultado de uma redução genuína de emissões. Ao colocar um preço nas emissões de carbono, os mecanismos do mercado de carbono aumentam a conscientização sobre os custos ambientais e sociais da poluição por carbono, incentivando investidores e consumidores a escolher caminhos de baixo carbono.

Projetos como KlimaDAO e Toucan fornecem tokenização de créditos de carbono, trazendo importantes discussões sobre o futuro dos mercados de carbono e se e como eles devem usar a tecnologia blockchain, como explicou o CoinDesk.

Existem até iterações nativas de blockchain focadas em resolver o problema de escala e a oferta limitada dos atuais mercados de carbono, como Nori, cuja nova abordagem reconhece a necessidade de redução mensurável com a prevenção de carbono. O foco futuro da Nori, que não era amplamente reconhecido nos anos anteriores, garantiu recentemente uma parceria e integração com a Bayer, com o potencial de oferecer uma escala imensa.

Nos siga no instagram: @guiacripto.online

Posts relacionados

Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados *