A última semana de junho se mostrou bastante positiva para o Bitcoin (BTC), que, como resultado do bom desempenho, fechou o mês de junho em alta de 12%. De acordo com o CoinGecko, o BTC conseguiu fechar o mês acima dos US$ 30 mil, o que mantém os compradores na luta por romper a resistência de US$ 31 mil.

Nesta segunda-feira (3), o BTC abriu o dia em alta de 0,4% e está cotado a US$ 30.648, ou R$ 146.659, com um volume total de R$ 45,8 bilhões nas últimas 24 horas. Já o Ether (ETH) fechou a semana com ganhos de 2,07%, maior que o do BTC (0,53%), mas valorizou apenas 3,29% em junho.

Já no primeiro dia útil de julho, os maiores destaques em termos de valorização ficaram com o próprio ETH, que registrou alta de 2,4%, e a BNB (1,9%). A Litecoin (LTC) também se destacou, mas não pela valorização – teve queda de 0,7% – e sim por ter entrado no Top 10. O preço da LTC se valorizou mais de 25% na semana passada, motivado por causa da proximidade do halving da criptomoeda.

“Em minha visão, as altcoins devem valorizar mais que o BTC em julho. Vejo espaço para Ethereum, por exemplo, entregar aproximadamente 10% de alta no mês”, disse Fernando Pereira, gerente de conteúdo da Bitget.

O valor de mercado das criptomoedas teve alta de 1,1% e chegou a US$ 1,25 trilhão (R$ 5,98 trilhões), com um volume total de US$ 38,2 bilhões (R$ 182,8 bilhões). A dominância do Bitcoin caiu para 47,6% e a do ETH subiu para 18,8%, totalizando 66,4%.

Forks do Bitcoin lideram ganhos da semana

No Top 100 como um todo, a maioria das criptomoedas fechou a semana em forte alta, com as valorizações transitando entre 30% e 63%. A Compound (COMP) subiu 63% na semana, sendo que 50% dessa alta ocorreu em quatro dias, e liderou o ranking da semana.

Em seguida, nada menos que três criptomoedas originárias de divisões (forks) do BTC também figuraram entre as maiores valorizações. O Bitcoin Cash (BCH) chegou a 56% de alta, seguido do Bitcoin Satoshi Vision (BSV) com alta de 45%. Já o eCash (XEC), que é o antigo Bitcoin Cash ABC, fechou a lista dos forks com alta de 39%.

No campo das desvalorizações, a amplitude da semana ficou entre 7% e 13%, com destaque para a queda da KAVA (13,39%), que liderou as perdas da semana. A CFX caiu 12,5% e a ALGO fechou a semana em queda de 10,54%.

Futuros e liquidações

De acordo com o Coinglass, os volumes de futuros e liquidações de criptomoedas cresceram ao longo do final de semana. Nas últimas 24 horas, os futuros atingiram um volume de US$ 72,5 bilhões, alta de 50,18% no período. A Binance registrou US$ 10,33 bilhões e liderou o volume, seguida de longe pela Chicago Mercantile Exchange (CME), que registrou US$ 3,54 bilhões.

Nas liquidações, o volume total subiu 59,55% e alcançou um volume de US$ 64,7 milhões, com mais de US$ 39 milhões de liquidações entre os vendidos (short). O ETH liderou as liquidações causando perdas de US$ 19,25 milhões.

As liquidações atingiram 25.778 traders, com destaque para a operação de um contrato futuro de ETH na OKX, que resultou numa liquidação de US$ 970 mil.