FTX reporta perdas de 2 bilhões de reais em ataques hackers
FTX reporta perdas de 2 bilhões de reais em ataques hackers
Business, Criptomoedas, Innovation, News

FTX reporta perdas de 2 bilhões de reais em ataques hackers

A exchange cripto FTX reporta perdas de 2 bilhões de reais em ataques hackers e emitiu um relatório aos credores da empresa na terça-feira (17), de acordo com informações da Reuters. No documento, a empresa relata que sofreu perdas que podem chegar a US$ 415 milhões devido a ataques hackers.

Essas perdas significam criptomoedas que os hackers supostamente roubaram nas ações. No entanto, a empresa disse que ainda conseguiu recuperar US$ 5 bilhões em criptomoedas, dinheiro e títulos líquidos. Ao todo, a exchange perdeu o equivalente a R$ 2,1 bilhões na cotação atual.

Nesse sentido, a FTX diz que os hackers roubaram dinheiro tanto da divisão internacional quanto da FTX.US. O relatório aponta que os hackers tiraram US$ 323 milhões em criptomoedas da internacional, enquanto a FTX.US perdeu US$ 90 milhões.

SBF questiona dados

Após a liberação do relatório, Sam Bankman-Fried, o SBF, questionou os dados. Conforme o fundador e ex-CEO da FTX, os advogados da empresa na Sullivan & Cromwell apresentaram uma imagem “extremamente enganosa” das finanças da empresa.

O ex-executivo assegurou que apesar das perdas, a FTX tem dinheiro mais do que suficiente para reembolsar os clientes dos EUA. De acordo com SBF, a FTX.US deve entre US$ 181 milhões e US$ 497 milhões aos clientes.

Contudo, o próprio ex-CEO disse que seu palpite era apenas um “chute”. Afinal, Bankman-Fried não teve acesso aos registros da FTX desde que deixou o cargo de CEO em novembro.

Um porta-voz da Sullivan & Cromwell, empresa responsável pelo processo da FTX, se recusou a comentar as declarações. Os advogados disseram que SBF tentou se envolver no processo de falência da FTX, mas o escritório rejeitou essa oferta.

A SBF se declarou inocente das acusações de fraude. O julgamento do ex-CEO deve ocorrer em outubro.

Por outro lado, a FTX não forneceu uma estimativa do valor devido aos clientes americanos ou internacionais da FTX. Quanto aos valores descritos por SBF, a exchange não confirmou nem negou as informações.

 

Perdas e recuperados

Mesmo sem confirmar os valores devidos, a FTX forneceu alguns detalhes adicionais sobre seus esforços de recuperação. A exchange afirmou que conseguiu recuperar US$ 1,7 bilhão em dinheiro, US$ 3,5 bilhões em criptomoedas e US$ 300 milhões em títulos.

“Estamos progredindo em nossos esforços para maximizar as recuperações e foi necessário um esforço investigativo hercúleo de nossa equipe para descobrir essas informações preliminares”, disse John Ray, CEO da FTX.

Dos US$ 1,7 bilhões em criptomoedas, US$ 685 milhões são em Solana (SOL), US$ 529 milhões no token FTT – que pertence à FTX – e outros US$ 268 milhões estão em Bitcoin (BTC).

Durante a investigação inicial da FTX sobre ataques de seu sistema, a exchange descobriu uma apreensão de ativos em novembro pela Comissão de Valores Mobiliários das Bahamas, o que levou a uma disputa entre a equipe de falências da FTX nos Estados Unidos e os reguladores das Bahamas.

Os dois lados resolveram suas diferenças em janeiro, e Ray disse na terça-feira que o governo das Bahamas reteve US$ 426 milhões para os credores.

Nos siga no Instagram: @guiacripto.online

Posts relacionados

Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados *