Um dos maiores serviços de streaming de música do mundo com 380 milhões de usuários, está planejando incorporar, de alguma forma, a tecnologia blockchain à sua plataforma. É o que sugerem dois anúncios recentes de vagas de emprego da companhia.

Segundo os anúncios, o Spotify está recrutando pessoas para trabalhar em projetos relacionados ao “Web3”, conceito relacionado à rede baseada em blockchain.

Foco em Web3

A primeira vaga de emprego é para o cargo de “Gerente Sênior, Inovação e Inteligência de Mercado”. Este profissional ajuda a liderar a inteligência de mercado. Ao mesmo tempo, ajudará a idealizar e projetar oportunidades de “crescimento exponencial” para o Spotify.

Será responsável por apresentar oportunidades de negócio futuras para “expandir a abertura” do que é possível hoje na empresa.

Para se candidatar à vaga é preciso ter “familiaridade especializada com tendências, tecnologias, plataformas e ecossistemas emergentes, especialmente no que se refere ao conteúdo, criador, mídia, web3 e indústrias de tecnologia emergente”.

A segunda vaga é para o cargo de “Engenheiro de back-end sênior”.

Segundo o anúncio, o profissional trabalhará “para facilitar a colaboração com produtos, insights e design para descobrir a próxima oportunidade de crescimento alavancando novas tecnologias, como Web3”.

Precisa estar interessado em novas tecnologias. Além disso, deve tenha experiência na liderança de explorações e prototipagem, entre outras coisas.

Não é a única plataforma interessada em Web3 e possivelmente em NFTs. Conforme noticiado pelo CriptoFácil, esta semana, o fundador da Meta, Mark Zuckerberg, confirmou que o Instagram integrará tokens não fungíveis. No entanto, ele não forneceu uma data específica para isso.

O Twitter, por exemplo, já lançou um recurso de verificação para NFTs usados ​​como fotos de perfil. Em seguida, foi a vez do Reddit testar um recurso similar de importação de NFTs para foto do perfil verificadas.

O Google também está focado em Web3 e lançou recentemente um laboratório especializado em pesquisar essa tecnologia.

Não são só as “big techs” que estão investindo em NFTs. Afinal, as principais gravadoras Warner e Universal já firmaram parcerias com projetos de NFT.